Quase 15 anos se passaram desde que as Ninjas apareceram pela última vez no cinema



Extremamente populares na virada dos anos 1980 para os 1990, as Tartarugas Ninja amargaram um longo limbo de interesse depois de verdadeira overdose de produtos na última década do século 20 - desenhos animados, videogames, merchandising, filmes...
Mas retornam agora, em grande estilo depois de algumas tentativas frustradas de revival, num longa-metragem animado por computação gráfica.

Um excelente recomeço para Leonardo, Raphael, Michelângelo e Donatelo, portanto. Que elas vivam mais 150 anos, como suas contrapartes do mundo real.

Tarantino filmará próximos capítulos de "Kill Bill" na China

O diretor americano Quentin Tarantino deve filmar na China a terceira e a quarta partes da saga Kill Bill.




Bennet Walsh, produtor executivo dos dois primeiros filmes, contou no Festival Internacional de Cinema de Xangai a trama de Kill Bill 3.

A terceira parte contará a vingança dos dois assassinos cujas armas e olhos foram destruídos a machadadas pela personagem de Uma Thurman. Já o quarto título da saga narrará um ciclo de represálias por parte das filhas que vêem a morte da mãe.

Walsh expressou o desejo de colaborar com diretores chineses como Jiang Wen, de Xun Qiang (A Arma Perdida).

"Eu gostaria de colaborar também com diretores jovens. Acho que há muitos jovens cineastas destacados na China que ainda não receberam atenção", explicou o produtor.

Brasileiro vê menos televisão do que a média mundial

Em 2006, País ficava 3h43 diante da TV; pelo mundo, período é de 3h53
Leila Reis, do Estadão





SÃO PAULO - Foi-se o tempo em que uma novela registrava 60, 70 pontos de média no Ibope. Isso traz a sensação de que uma parte da audiência fugiu da frente da TV para fazer outras coisas. Mas não é isso que diz o Ibope, o único instituto a medir audiência de TV no Brasil.

Antonio Ricardo Ferreira, diretor do Ibope Mídia, lança mão de dados para mostrar que o número de televisores ligados vem aumentando, assim como o de horas que o brasileiro passa na frente da TV. Diz que houve transferência da audiência de umas para as outras nos últimos anos: ´O SBT e a Rede TV! perderam, enquanto a Record, Globo, Bandeirantes e TVs públicas ganharam.´

A televisão perdeu audiência nos últimos anos?

Pelo contrário, o Painel Nacional de Televisores do Ibope (que representa o universo de 17.270.800 domicílios das regiões metropolitanas de São Paulo, Rio, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém e Goiânia, além de Volta Redonda, Petrópolis, Campos, Uberaba, Uberlândia, Juiz de Fora, Governador Valadares e Campinas.), mostra que, em 2001, a média do total de aparelhos ligados era de 31,9%; e em 2006, foi de 34,4%.

Por que então as tradicionais maiores audiências - as novelas da Globo - têm caído?
Na prática, essas audiências têm sido transferidas para outras emissoras. O SBT e a Rede TV! perderam audiência, enquanto a Globo, Record, Bandeirantes e as TVs públicas (TVE/Cultura) ganharam.

Quanto tempo a TV toma da vida do brasileiro?

Ano passado o brasileiro passou, em média, 3h43 por dia na frente da televisão, há cinco anos passava 3h15/dia. Nossa média é menor do que a mundial que é 3h53 (2005). Os japoneses são os que mais vêem TV: 5h11 por dia. Depois vêm os americanos (4h31), Argentina (4h26), Itália (3h57), Canadá (3h42), Reino Unido (3h39) e França (3h26). A diferença é que eles vêem mais TV paga porque a programação da aberta é ruim.

A TV paga não tomou público?

O número de assinantes de pay TV subiu - de 3 milhões (2001) para 4,5 milhões (2006) - mas a participação na audiência é insignificante diante dos 40 milhões de domicílios com TV aberta.

Por que a TV por assinatura não cresce no Brasil?

A boa qualidade da aberta, mais o preço alto da pay TV e a condição econômica do País fizeram com que ela não crescesse.

É justo o Ibope ser responsabilizado pela má qualidade da TV?

Existem programas ruins e de qualidade que têm boa audiência. Então a premissa de que a guerra pela audiência piora a TV é falsa



Caminhando para o sucesso ...

O primeiro passo a ser dado é o querer real e verdadeiro, aquele querer que vem do coração. Quando você deseja com o coração os desafios começam a transformarem - se em oportunidades de vitória.

Certamente aparecerão obstáculos , que poderão ser grandes ou pequenos, então é o momento de você enfrentá-los e removê-los.

Algumas pessoas não conseguem chegar ao seu objetivo principal , não conseguem alcançar a vitória por desistirem quando estão chegando próximos da linha de chegada.

Eu quero deixar aqui um alerta , pois este é o item mais importante de todos para que você tenha sucesso.
Mas o primeiro passo é o amor próprio, auto-estima elevada, capacidade de reconhecer que há individualmente o direito de vencer e ser feliz; a sensação de que temos valor, e de que merecemos e podemos afirmar nossas necessidades e aquilo que queremos, alcançar nossas metas e colher os frutos de nossos esforços.

O segundo passo é estar pronto para as mudanças, é limpar-se interiormente, libertando-se de pensamentos e atitudes que te fazem paralisar na corrida para o alvo.

Uma das coisas que fazem as pessoas ficarem paralisadas é o medo, a insegurança e a falta de esperança . Por isso , falamos anteriormente da importância de você verdadeiramente, gostar de si mesmo.

Lembre-se o passado é algo que nos ameaça e também nos amedronta, com as nossas vitórias ou fracassos. Normalmente quando nos deparamos com alguma situação , vamos buscar referências em nossas experiências passadas.

Se fomos bem sucedidos , há uma segurança natural e vamos em frente acreditando que dará tudo certo. Mas o problema maior está nas experiências em que não tivemos sucesso e fracassamos. Vem o medo de passarmos novamente por aquela situação . Existem duas formas de você fazer com que algo cresça: o alimento. Se você alimentar os seus pensamentos de pessimismo e imaginar-se um fracassado novamente haverá insucessos, pois nós somos aquilo que imaginamos a nosso respeito.

Mais uma vez a auto-estima entra em ação, pois quando acreditamos em nós mesmos e sabemos que somos capazes de realizarmos, os desafios não nos ameaçam, mas são para nós uma possibilidade de sermos vencedores.

Não olhe para você mesmo como um coitado, como alguém incapaz, mesmo que você tenha vivido insucessos.

Lembro-me do nosso querido campeão Airton Senna, que teve um sonho, lutou, trabalhou e deu o seu melhor para vencer. Não aceitava a possibilidade de perder, mas quando não atingia sua meta estabelecida, que era o primeiro lugar, já se empenhava para a próxima possibilidade de vitória. E quando chovia, para os outros era uma ameaça, mas para ele era uma oportunidade de ser o campeão.

Esteja pronto para as mudanças, começando por você, mudando seus pensamentos e atitudes. Comece agora mesmo, é preciso dar o primeiro passo em uma maratona, até que se alcance a faixa da vitória .

O terceiro passo é colocar em prática as idéias que você tem. Seja um guerreiro. Um guerreiro tem coragem, ousadia , persistência e determinação.

Pense nisso e comece agora !

Divulgue este texto para seus colegas, na sua empresa , para sua família...

A estréia de 'Jogos Mortais 4' está programada para 2 de Novembro de 2007 nos cinemas nacionais.



Você ficará completamente chocado quando presenciar o que Jeff e sua filha irão sofrer nesse filme. Unindo pistas deixadas antes e depois do terceiro filme da série, como uma misteriosa fita, uma carta e a ligação de JigSaw com Obi. Será que nenhum parceiro do Serial Killer foi esquecido para trás?

Após levar a HQ de Frank Miller para a tela, o produtor de “300” Gianni Nunnari já tem um novo projeto a caminho. Desta vez, Hollywood vai se render à literatura do escritor brasileiro Paulo Coelho.

O produtor, que também tem no currículo o oscarizado “Os infiltrados” e sucessos como “Alexandre” e “Seven”, escolheu o best-seller “Onze minutos”, de Coelho, para transformar em filme.
Com mais de 5 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, “Onze minutos”, publicado em 2003, conta a história de Maria, uma prostituta brasileira que vai à Suíça em busca de uma vida melhor. O livro é considerado o mais picante do autor.
O estúdio New Line, que pertence ao grupo Warner, escalou o brasileiro Marcos Bernstein, roteirista de “Central do Brasil” e “Zuzu Angel”, para assinar a adaptação. Há boatos de que o ator Jack Nicholson será o diretor do filme, que tem estréia prevista para 2008.

A volta do Todo Poderoso

Cinema
Na continuação, Evan Baxter (Steve Carell) largou o telejornalismo e entrou para a política.

Um dia ele recebe de Deus (Morgan Freeman) a missão de construir uma nova arca dos animais antes que chegue o bíblico dilúvio.

Além de Carell e Freeman, Lauren Graham, Wanda Sykes e John Goodman completam o elenco principal.

A estréia no Brasil passou de 27 de julho para 3 de agosto.