Em busca de locação para 'Rambo 5', Stallone visita a Bulgária

O ator Sylvester Stallone visitou a Bulgária em busca de locações para o filme Rambo 5, informou a imprensa local. Em Sofia, o astro de Hollywood causou furor entre os fotógrafos e fãs.

Stallone encontrou com o prefeito de Sofia, Boyko Borisov, que se declarou grande fã do astro de Rocky e disse que assistiu todos os seus filmes. Os assuntos conversados na reunião entre os dois não foram divulgados.

O ator visitou ainda os estúdios da Nu Boyana e da Worldwide FX, que fez os efeitos especiais de Rambo 4.

As especulações de que a seqüência será gravada no país já circula há meses na Bulgária, mas ainda não foi confirmada. Stallone gravaria o filme nas proximidades da montanha Vitosha.

Se depender da visita, a Bulgária deve ser mesmo o país escolhido. Em entrevista para a imprensa búlgara, Stallone declarou que amou o país.



O Fracasso Não é Derrota, a Não Ser Que Você o Permita

Todos nós já tivemos fracassos em alguma época da vida. De fato, quanto mais enfrentamos os riscos de uma nova experiência, de um novo conceito, maior é a probabilidade de fracassarmos, ao menos em curto prazo. Não é fácil ser bem sucedido quando experimentamos, pela primeira vez, algo novo e ambicioso e, se tivermos medo de fracassar, teremos medo de correr riscos. Se nunca arriscarmos algo novo, ficaremos estagnados. O crescimento requer uma disponibilidade de correr o risco do fracasso e da derrota. Se, quando bebês, tivéssemos medo de falhar, poucos de nós teriam aprendido a andar e a falar! Para aprender a andar tivemos que cair algumas vezes, arranhar os joelhos e machucar o rosto. Para ter sucesso — para nos tornarmos vitoriosos — devemos correr o risco do fracasso. Mas a lição importante é esta: o fracasso não é derrota, a não ser que você o permita.

No processo de invenção da lâmpada elétrica, Thomas Edison tentou e falhou muitas vezes! Conta-se que alguém perguntou a Edison se ele, desanimado por todos os seus fracassos, não pensou em desistir. E ele respondeu: “Aqueles foram passos do caminho. Em cada tentativa, eu encontrava um modo de não criar a lâmpada elétrica. Eu estava sempre disposto a aprender, mesmo através dos meus erros”.

Em outras palavras, apesar de Edison nem sempre ter sido bem sucedido, ele nunca engoliu a derrota. Edison provou o fracasso muitas vezes, mas não o engoliu.

Engolir um fracasso é acreditar que, por ter fracassado, você é um fracasso. Há uma diferença crucial entre dizer “fracassei” e “sou um fracasso”. Quando um projeto não sai conforme o esperado, podemos dizer “falhei na minha tentativa”. Podemos até dizer, “eu poderia ter feito melhor do que fiz”. Mas, engolir uma derrota quer dizer “falhei, portanto sou um fracasso” ou “como não fiz direito, não sou capaz de fazer.” Engolir uma derrota é acreditar que somos os nossos acertos ou nossos fracassos.

Se engolirmos uma derrota, a partir daquele momento, a nossa habilidade para funcionar efetivamente fica comprometida. Todos os grandes líderes, todos os grandes atletas, todos os grandes exploradores, pensadores, inventores, empresários, cometeram erros, experimentaram fracassos. Entretanto, eles se tornaram grandes porque não se culparam pelas suas falhas, ao contrário, usaram os seus erros como lições para melhorar o seu desempenho.

Sabiam que o fracasso era apenas momentâneo e que não significava, necessariamente, uma derrota. Recusaram-se a engolir a amargura do fracasso e se empenharam na luta pela doçura do sucesso.

Grandes realizações são, freqüentemente, tentadas, mas raramente alcançadas. O que é interessante (e estimulante) é que os que alcançaram tais objetivos são normalmente aqueles que falharam muitas vezes antes.

Aonde quer que você esteja hoje, escute-me! Ficar sentado aí, lambendo suas feridas, somente deixará um gosto amargo em sua boca. Suspiros, lágrimas e pensamentos de desistência são compreensíveis para o momento, mas indesculpáveis para o futuro. Levante-se e siga adiante! E se você estiver procurando uma garantia absoluta contra fracassos, eu lamento, não vai encontrá-la.

Daniel C. Luz
Autor dos livros Insight e Insight II

Retirei o texto acima do blog http://jldacruz.blogspot.com/

Lindsay Lohan: de Menina Prodígio para Menina Malvada

Como uma carreira promissora se perdeu em meio a problemas familiares
A Disney sempre lançou crianças e adolescentes ao estrelato. De Anette Funiccelo nos anos 50 a Miley Cyrus, quase todas as meninas famosas dos EUA passaram por lá. No entanto, parece que a empresa guarda uma espécie de maldição: quando não conseguem se desfazer do rótulo e criar uma nova imagem, suas meninas acabam passando por problemas.


Isso aconteceu, por exemplo, com Britney Spears e, mais recentemente, com Lindsay Lohan que, apesar do talento, tem encontrado dificuldade em se restabelecer como atriz. A vida pessoal da atriz, os escândalos familiares entre seu pai, sua homossexualidade recém assumida e os problemas com drogas fizeram com que sua vida pessoal se sobrepusesse a uma carreira cuidadosamente construída.

Mas como a garotinha talentosa se transformou em uma “Menina Malvada”?

Lindsay Dee Morgan Lohan nasceu em Nova Iorque, em 6 de julho de 1986. Filha mais velha do empresário Michael e da corretora Dina Lohan, a garota começou a carreira aos três anos de idade. Com sua beleza exuberante, a pequenina Lindsay se tornou a primeira modelo infantil ruiva da agência Ford, e antes dos dez anos já havia feito mais de 60 comerciais para a TV.

Lindsay estreou como atriz ao “interpretar” uma lata de lixo no especial de Dia das Bruxas do programa de David Letterman em 1992. Aos poucos a ruivinha foi chamando a atenção dos executivos da indústria cinematográfica, até que surgiu a grande oportunidade de sua vida.

Em 1998, a Disney estava à procura de atrizes mirins para fazer um remake do filme dos anos 60 “Operação Cupido”. A jovem ruivinha de 11 anos impressionou tanto os produtores e logo Lindsay foi escalada para interpretar as gêmeas Annie e Hallie, que armavam para reunir os pais divorciados. Os críticos e a platéia ficaram encantados com o talento da menina. Era o começo de uma carreira promissora. Com o relativo sucesso da produção, Lindsay foi contratada para fazer mais três filmes na empresa do Mickey.

Em 2002, Lindsay começou a expandir os limites de sua carreira. A atriz, assinou um contrato para a gravação de cinco álbuns nos estúdios de Emílio Stefan Jr., que tomou a garota como sua protegida.

Ao mesmo tempo em que produzia seu primeiro CD, Lindsay voltou aos estúdios da Disney para o remake de um clássico dos anos 80. Lançado em 2003, “Sexta-Feira Muito Louca”,


que conta a história de mãe e filha que trocam de corpos por um dia, foi um sucesso estrondoso, rendendo mais de 160 milhões de dólares em todo o mundo e inúmeros elogios a Lindsay e a Jamie Lee Curtis, que interpreta sua mãe na história.

A ruivinha, então com 16 anos, estava no topo: além de ser eleita uma das cinco mulheres mais sexy dos EUA, ela ganhou o prêmio de atriz revelação no MTV Movie Awards pela performance no filme.

2004 foi outro ano de bonança para a atriz: o sucesso de “Meninas Malvadas”,




e o lançamento oficial de sua carreira como cantora no filme “Confissões de Uma Adolescente em Crise”. Seu primeiro hit foi a música “That Girl (Drama Queen)”. No entanto, alguma coisa já não ia bem: Lindsay foi internada por três dias no hospital, com suspeita de meningite.

Ainda em 2004, uma polêmica envolveu Lindsay e Hillary Duff. Ambas disputavam, além do posto de rainha dos adolescentes, o mesmo namorado – Aaron Carter. As duas trocavam farpas e “elogios” em público, até que Hillary escreveu “Haters”, música onde destilava todo o seu veneno contra a arqui-rival: "Você é a rainha da superficialidade/ Mantenha suas mentiras longe de minha realidade/ Você diz que seu namorado é doce e gentil/ Mas seus olhos ainda estão no meu".

Em seguida Lindsay estrelou o terceiro filme pelo qual havia sido contratada na Disney: “Herbie, Meu Fusca Turbinado”, que também foi um sucesso.



Porém, a atriz afirmava que queria amadurecer e procurava papéis mais “crescidos”. Sendo assim, ela estrelou sua primeira produção como “mulher” em “Sorte no Amor” (2006). A essa produção seguiram “A Última Noite” e “Bobby”

Em 2007, a carreira de Lindsay já demonstrava sinais de declínio, quando estrelou o suspense “Eu Sei Quem Me Matou”. O filme foi tão mal recebido pelo público que a atriz chegou a receber duas Framboesas de Ouro de pior interpretação do ano. Para piorar a situação, ela foi presa por posse de drogas e dirigir bêbada. Amigos dizem que as principais causas são os problemas familiares da moça.

Falando em problemas, isso parece ser o que não falta na vida de Lindsay: de 2007 para cá ela já se internou em clínicas de reabilitação para tudo: de problemas alimentares a asma e desintoxicação por uso de cocaína.

Apesar disso, Lindsay parece nem ligar para o que o público pensa dela. Quando os boatos de que teria uma “amizade colorida” com a DJ Samantha Ronsom começaram a surgir no começo do ano, a atriz não afirmou nem negou. Apenas seguiu com a vida, até assumir publicamente o romance no último dia 24. As duas são freqüentemente flagradas com demonstrações públicas de carinho, como beijos e abraços.

Recentemente, Lindsay tem circulado em Hollywood com uma aliança no dedo, o que levantou suspeitas quanto a um futuro casamento com a namorada.

Michael Lohan, pai da atriz, não gosta nada do que vê sobre a filha. Ele critica publicamente o posicionamento de Lindsay, afirma que o relacionamento entre as duas é prejudicial a atriz e chegou a dizer, certa vez, “que Samantha usa mais o dedo do meio que qualquer outra palavra”.

Lindsay, por outro lado, rebate as críticas do pai: “Ele está fora de controle. Eu quero que ele pare de falar à mídia sobre e machucar as pessoas que eu amo!”. Samantha também respondeu a altura, dizendo que sente muito se Lindsay gosta mais dela que dele.

A baixaria em família é tanta que aparentemente ninguém mais se lembra que Lindsay é uma atriz, e sim a verdadeira garota-problema. Com sorte, ela conseguirá recuperar o tempo perdido e voltar ao topo. Seria muito triste ver uma carreira promissora terminar de forma tão melancólica.

http://www.famosidades.com.br/

Buggy-Rollin, skate no limite da adrenalina

Conheça este esporte só indicado para quem não tem medo de perigo



Descer uma ladeira com o nariz a 10 cm do chão e a quase 100 km/h utilizando o seu próprio corpo, nas mais variadas posições, sobre rodas. Este é o resultado de um tipo de "extreme skate" que utiliza uma espécie de armadura para vestir, desenvolvida a partir de um estudo sobre o deslocamento do centro de gravidade do ser humano.




Embora ainda esteja em fase de testes, o Buggy-Rollin permite ao praticante andar deitado, de joelhos, com as mãos e outras tantas posições possíveis. Algumas destas, inclusive, já têm nome, como a "Kamikaze" - deslizar deitado, para trás. A intenção do inventor do Buggy-Rollin, o francês Jean-Yves Blondeau, era permitir ao corpo humano o deslocamento livre em todas as posições imagináveis. Quem vai encarar?

10 anos com Google


E interessante ver que uma empresa com apenas 10 anos seja tão famosa
Às vezes fico revoltado porque o Brasil não inventa algo de sucesso mundial
O Google começou em 1998 e se tornou referencia mundial na internet em apenas 10 anos

Uma iniciativa em 40 idiomas
18 de julho de 2008
Fazemos grandes avanços com a iniciativa envolvendo toda a nossa empresa para assegurar que nossos produtos estejam disponíveis nos 40 idiomas lidos por mais de 98% dos usuários de internet.

“Google” entra para o Dicionário Oxford
15 de junho de 2006
O Oxford English Dictionary (OED) adiciona “Google” como verbo.

Google Talk
24 de agosto de 2005
Lançamos o Google Talk, um aplicativo do Windows que pode ser baixado. Ele permite que os usuários do Gmail conversem ou troquem mensagens instantâneas com amigos de modo fácil e rápido usando um microfone de computador e alto-falantes gratuitamente (não é preciso ter telefone).

Gmail
1 de abril de 2004
Não é piada: lançamos o Gmail no Dia da Mentira. Na época, era preciso ser convidado para ter uma conta.

Aquisição do Blogger.com
17 de fevereiro de 2003
Adquirimos a Pyra Labs, criadora do Blogger.

Primeiro escritório internacional: Tóquio
1 de agosto de 2001


Abrimos nosso primeiro escritório internacional, em Tóquio.

Google agora em chinês, japonês e coreano
12 de setembro de 2000
Começamos a oferecer pesquisas em chinês, japonês e coreano, o que eleva para 15 o número total de idiomas.

Andy Bechtolsheim é o primeiro investidor do Google
Agosto de 1998

Andy Bechtolsheim, co-fundador da Sun, dá um cheque de US$ 100.000 para uma entidade ainda não existente – uma empresa chamada Google Inc




veja na integra os 10 anos com Google
http://www.google.com.br/tenthbirthday/#start

Fernanda Machado

O último ano foi ótimo para Fernanda Machado, que fez Joana em "Paraíso Tropical", e Maria, a estudante ingênua de "Tropa de Elite". No próximo mês, a atriz sairá na revista "Vip", em um ensaio feito pelo namorado, Marcelo Faustini. "Falei: 'Amor, vamos fazer umas fotinhos para colocar no meu quarto?' Posei com cara de quem acabou de acordar, sem maquiagem, só um batonzinho. Quando ele chegou ao Rio me falou: 'Estou com um ensaio lindo nas mãos. Vou oferecer para a VIP'"

FONTE http://celebridades.uol.com.br

Qual a melhor conexão de Internet?


Conexão Discada (Dial Up)

Apesar de muitos pensarem o contrário e se espantarem ao saber, a conexão via telefone ainda é maioria no Brasil. Tanto pela acessibilidade quanto pelo seu preço, a maior parte dos usuários de Internet discada é formada por pessoas de baixa renda e recém-ingressos no mundo da web. Mas não somente essas pessoas.

Em alguns momentos, não vale a pena investir numa banda larga. Se você já possui acesso à Internet durante o dia no trabalho e não tem necessidade de acessar de casa, por exemplo, não compensa gastar para ter algo que não vai usar. É como ar condicionado no inverno.

Perfil ideal : Conexão esporádica; não acessa vídeos online; não baixa arquivos grandes; não joga online; acessa basicamente e-mails, mensageiros instantâneos e busca.

Conexão ADSL (Velox, Speed, SuperVia, etc)

A conexão ADSL é uma das mais estáveis (sem entrar na questão da qualidade das operadoras), trafega pela linha telefônica sem ocupá-la. Não é como a conexão discada, pois utiliza uma outra frequência e não conta "pulsos" ou minutos de conexão. Você compra o serviço escolhendo a velocidade de tráfego.

Sabendo que uma conexão discada opera com uma velocidade de aproximadamente 56 kbps (kilobits por segundo), tome como medida ao solicitar sua conexão banda larga. Uma conexão de 2 Megas (megabits por segundo), por exemplo, chega a ser 36 vezes mais rápida que a conexão discada.

Perfil ideal : Necessidade de conexão constante; acessa vídeos e música online; costuma fazer downloads grandes e/ou jogar online; utiliza webcams para conversar online.

Internet via TV a Cabo

Também muito satisfatória, dependendo apenas da região onde você mora e da infra destinada a ela, a conexão por cabo é rápida e constante. Diferente da ADSL, você não precisa possuir uma linha telefônica para instalá-la, mas precisa das instalações de tv a cabo da sua operadora local. A vantagem é que normalmente você pode ter também telefone via tv a cabo, fazendo um combo de serviços - a desvantagem é que se cai o serviço, cai tudo, até seu telefone.

Se você já possui tv a cabo ou não possui telefone e nem tem interesse em adquirir uma linha só para ter Internet, vale a pena pesquisar essa solução. A dica é verificar com seus vizinhos se alguém já utiliza, se está satisfeito com a prestação de serviços e a cobertura do seu endereço. Se houver mais de uma prestadora apta a oferecer o serviço, consulte todas, compare preços, prazos, taxas, tudo.

Perfil ideal : Necessidade de conexão constante; acessa vídeos e música online; joga online; usa webcam; não possui linha telefônica e/ou já possui tv a cabo.

Conexão Móvel Celular

Destinada a pessoas que precisam estar conectadas 100% do tempo, estejam onde estiverem, a conexão via celular é a mais indicada. Depende apenas da cobertura da operadora de telefonia móvel (que pode te deixar na mão algumas vezes) e normalmente existem planos com acesso ilimitado.

Em alguns casos, você pode utilizá-la até em movimento (numa viagem de ônibus, por exemplo), sem perdas de velocidade ou quedas de conexão. Mais uma vez, vale a dica de verificar a cobertura da operadora e garantias de velocidade e tempo médio de conexão (uptime).

A vantagem é poder utilizar também em casa, não necessitando de uma conexão fixa de banda larga. Se seu endereço tiver cobertura 3G, melhor ainda.

Perfil ideal : Necessidade de conexão constante e móvel; usa muito a Internet; viaja muito.

Conexão Móvel Sem Fio (Wi-Fi)

Semelhante à conexão por celular, você pode utilizar tanto em casa como em outros locais, precisando apenas de um dispositivo Wi-Fi. No entanto, a cobertura dos serviços ainda é muito pequena, se concentrando em pontos de alta circulação de profissionais em trânsito, como hotéis, aeroportos e restaurantes, além de que "móvel" nesse caso não significa "em movimento". A tecnologia Wi-Fi não tem um bom suporte para pontos móveis, então, acessar durante uma viagem de ônibus pode não ser uma experiência muito agradável ;-).

Perfil ideal : Necessidade de acesso móvel secundário para tarefas rotineiras como e-mail; possui uma conexão primária; viaja muito; frequenta locais com cobertura.

Dicas Importantes

Sempre compare preços, não importa qual o modelo escolhido. Em muitas situações você vai perceber que nem sempre o mais barato é o melhor. Às vezes você paga alguns reais a mais na fatura, mas se livra de roubadas como multas contratuais e planos de fidelidade.

Cobertura de serviços e garantia de velocidade são itens importantes. Sempre exija que seu contrato seja claro com relação a esses parâmetros, incluindo multas por má prestação do serviço.

Pesquise o índice de satisfação da vizinhança. Usuários são sempre o melhor parâmetro para decidir sobre a qualidade de um produto ou serviço, além do mais importante, o atendimento.
fonte http://br.tecnologia.yahoo.com/blogs/manoelnetto
Uma matéria interessante que eu vi no globo reporte do dia 19/09/2008 é que as mulheres são mais amigas umas das outras do que os homens uns dos outros.
Existe um hormônio por traz dessa amizade feminina




matéria abaixo retirada do site


Mas que ligação tão forte é essa que existe entre amigas? Pesquisadores de vários países dizem que o responsável por isso é um hormônio, a ocitocina. Produzido no cérebro, ele reduz a sensação de medo e produz um sentimento de confiança que ajuda a criar e manter os laços de amizade entre mulheres. A ocitocina é tão fundamental no organismo feminino que é liberada quando a mulher dá a luz e alimenta seu filho.

"Fora a amamentação, ela também é responsável pela criação do vínculo entre a mãe e o bebê. Entre pessoas adultas, temos diversos relatos de que a ocitocina age principalmente nas mulheres, estreitando vínculos de amizade, de carinho, respeito. Alguns artigos denotam que quanto maior a convivência entre as amigas maior é o estímulo para a liberação dessa ocitocina, um dos hormônios que governam a vida das mulheres", explica o biopsicólogo Ricardo Monezi, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Já nos homens, a ocitocina é menos eficiente, e o comportamento é outro.

"Os homens têm uma percepção um pouco mais, digamos assim, evolutivamente falando, competitiva em termos de amizade. O homem enxerga a amizade pelo lado hedonista, do prazer em si. A mulher exercita muito mais o vínculo, o apego, o carinho", acrescenta Ricardo Monezi.

http://globoreporter.globo.com/

Missão Babilônia

Nos cinemas

Em um mundo arrasado por guerras, o mercenário Hugo Cornelius Tôo (Vin Diesel) tem a missão de traficar uma moça da Rússia para o Canadá. Durante o percurso, ele descobre que a jovem sofreu uma alteração genética por meio de um vírus mortal que ameaça todos os humanos.

humor

caricaturas com Photoshop
Angelina Jolie

Principe Charles

caricaturas com Photoshop

humor

caricaturas com Photoshop

Michelle Monaghan comanda estréia de 'Eagle Eye' em LA


O filme conta a história de duas pessoas comuns que não se conhecem, mas recebem uma ligação de uma estranha. De repente, todos os seus passos pela cidade são monitorados e eles se tornam os mais procurados do país. Então, a dupla tem que se unir para fugir e, principalmente, descobrir o que está acontecendo.
O ator Shia LaBeouf, que no longa-metragem interpreta Jerry Shaw, estava acompanhado da namorada, Megan Fox. Eles trabalharam juntos em Transformers.

Paul McCarlney garante que Jhon Lennon não era Gay


Paul McCarlney reagiu aos comentários de Philip Norman, no livro biográfico que escreveu sobre o cantor John Lennon, JohnLermon: The Life, onde afirmou que o líder dos Beatles era seu namorado.

McCarlney disse ao jornal britânico The Sun, que não acha que a história seja real.
"Eu não acho que isso seja verdadeiro. John nunca tentou nada comigo, e dormimos muitas vezes na mesma cama", disse o cantor.

"Eu vivi muitas situações com ele, em que John estava muito bêbado, fora de si, e qualquer tendência gay eu teria descoberto, pelo menos uma vez", comentou.
MCCARTNEY não esta interessado em processar o escritor, que só mencionou o interesse de Lennon por ele.Mas em nenhum momento o autor fala que o beatle havia sido correspondido.
fonte http://ofuxico.terra.com.br/

País construirá 1 usina nuclear por ano


Angra dos Reis, RJ - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta sexta-feira (12) que o Brasil vai construir uma usina nuclear por ano ao longo dos próximos 50 anos. No total, elas irão produzir 60 mil megawatts (MW). Cada uma delas será um pouco menor do que Angra 3, que está projetada para ter capacidade de 1,4 mil MW. Segundo o ministro, esse pacote começará a sair do papel assim que o governo concluir a contratação das obras de quatro novas usinas nucleares, que já foram aprovadas em âmbito federal para serem construídas "imediatamente".

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva entende que a política nuclear é prioritária no Brasil e sua decisão é de que o processo para a instalação destas usinas deve prosseguir", disse o ministro em entrevista após visitar as usinas de Angra 1 e 2, em Angra dos Reis (RJ). De acordo com Lobão, o governo atualmente "está cuidando de Angra 3".

Terminado este processo, disse, o governo vai definir as áreas em que serão instaladas as quatro primeiras usinas do grande pacote nuclear, que terão capacidade de 1,4 mil MW. Duas delas serão construídas no Nordeste e duas no Sudeste. Segundo ele, na Região Nordeste, disputam os investimentos os Estados de Pernambuco, Sergipe e Alagoas. Já no Sudeste, segundo ele, não houve manifestação de interesse. "Mas não acreditamos que haverá problema algum nisso", disse.

Sobre as 50 usinas, o ministro disse que ainda faltam ajustes a serem feitos no pacote e que ele será discutido após o governo dar seqüência a estas primeiras quatro unidades.

Questões ambientais

Edison Lobão também disse que as obras para a construção de Angra 3 devem ser iniciadas em abril de 2009. Por enquanto, segundo ele, está sendo viabilizada a instalação do canteiro de obras para abrigar os cerca de 9.500 trabalhadores que participarão da construção.

Ele negou que haja qualquer risco de atraso no cronograma de cinco anos para conclusão da usina, por conta de questões ambientais. Segundo Lobão a lista de 60 exigências feita pelo Ibama para que a licença de instalação fosse concedida está sendo cumprida "corretamente, a contento e dentro de um escalonamento". "O que não puder ser feito agora, de imediato, será feito ao longo do processo de obtenção desta licença. Mas tudo será devidamente cumprido", disse em entrevista à imprensa após visita às instalações das usinas nucleares de Angra 1 e 2.

Indagado sobre a dificuldade em encontrar um local definitivo para o depósito dos resíduos nucleares, o ministro disse apenas que "a ferro e fogo um lugar definitivo não existe em lugar nenhum do mundo".

Usuários descobrem conjunto de prédios em forma de suástica

A Marinha norte-americana tem um belo problema em suas mãos. A instituição deve gastar US$ 600 mil para alterar uma série de alojamentos, com mais de de 40 anos, que formam a imagem de uma suástica quando vistos de cima. A “descoberta” foi feita por diversos usuários utilizando o software Google Earth.

Oficiais disseram que a forma do prédio foi identificada em 1967, mas que não havia necessidade de alteração, já que não havia a possibilidade de um civil ver os prédios de cima.

Curioso? Baixe o Google Earth, digite Coronado na busca procure as cordenadas: +32° 40' 35.22",-117° 9' 29.81

Para especialista, EUA ainda não superaram medo do 11/9


A sociedade americana ainda tem dificuldade em lidar com o sentimento de medo e vulnerabilidade gerados após os atentados de 11 de setembro de 2001. A conclusão é da professora de Relações Internacionais da Unesp, Cristina Pecequilo, especialista em política americana. Para ela, a grande mudança nos EUA depois dos ataques, que completou sete anos nesta quinta-feira, 11, foi a perda da noção de segurança sobre seu próprio território.

Incertezas



Para a especialista, ainda há muitas questões a serem respondidas. "Até hoje nós não temos uma real certeza de quem foram os responsáveis desses atentados e de que forma eles foram combinados dentro dos EUA", diz Cristina.



"Documentos políticos e da inteligência devem estar sendo produzidos. Ainda teremos que descobrir o que de fato foi o 11 de setembro", dia a especialista, que conclui: "o que a gente vê, é uma coisa; o que ele foi talvez possa ser alguma outra bem diferente".
fonte http://www.estadao.com.br/

Chuck | O brinquedo assassino invade NY para comemorar 20 anos do filme

Chuck, o Boneco (brinquedo) Assassino (Child’s Play), um dos personagens de terror mais ‘assustadores’ dos cinemas completou esse mês 20 anos (já?!). E para promover o lançamento do DVD especial dessas duas décadas de sustos, a Fox desenvolveu essa ação de guerrilha, onde colocou vários atores vestidos de ‘Chuck’ nas ruas de Nova Iorque, mais precisamente na Times Square. Olha só:




Começa a funcionar o acelerador de partículas que recriará condições do Big Bang


Será dada a partida nesta quarta-feira à maior experiência científica do século e numa nova era na física. A Organização Européia de Pesquisa Nuclear (CERN, na sigla em inglês), em Genebra, acionará o mais potente acelerador de partículas já construído, o Large Hadron Collider (LHC), informa a edição desta terça-feira do jornal "O Globo". Ele está localizado cem metros sob a superfície, num túnel subterrâneo de 27 quilômetros de circunferência, na fronteira da Suíça com a França. O objetivo é encontrar a origem das massas das partículas e decifrar a origem do Universo.

O projeto é ambicioso. A construção do acelerador começou em 1996, custou 3,76 bilhões de euros e envolveu dez mil cientistas e engenheiros de 580 universidades, incluindo brasileiros (com apoio do CNPq/MCT). Segundo Robert Aymar, diretor da CERN, o LHC proporcionará "descobertas que mudarão nossa visão do mundo, em particular sobre a sua criação":

- Há partículas muito mais pesadas do que as que conhecemos. É o que chamamos de matéria negra. Com o LHC vamos identificar e compreender esta matéria, que compõe 23% do Universo.

Um dos principais objetivos é detectar o bóson de Higgs, cuja existência é inferida, mas nunca foi comprovada. Os físicos acreditam que o bóson seria o responsável por dotar de massa tudo o que existe no Universo. A comprovação de sua existência ajudaria a explicar por que as massas são tão diversas.

- O principal objetivo é encontrar o Higgs - diz o brasileiro Alberto Santoro, coordenador do grupo da Uerj que participa da experiência.
fonte http://oglobo.globo.com/

Águia ou galinha: qual é o seu estilo profissional?


Se as pessoas fossem condenadas, pelo resto de suas vidas, a seguir ordens e trabalhar sem criar, sem ter o poder para mudar as coisas e sem sonhar, sendo, portanto, "galinhas", não se sentiriam totalmente felizes. Pois é, cada indivíduo possui, dentro de si, uma águia. A suposição foi feita pelo filósofo e teólogo Leonardo Boff, em seu livro "A águia e a galinha - uma metáfora da condição humana", da Editora Vozes.
O motivo é que o ser humano não aceita permanecer na dimensão-galinha, obediente às ordens daquele que deseja controlá-lo. Quando alguém rejeita o comodismo, o conformismo e o pragmatismo, é porque essas palavras significam formas de fuga aos desafios que se apresentam ao longo da vida.
Afinal, você é águia ou galinha?
Boff diz que cada um tem uma estrutura que se manifesta mais como águia em algumas pessoas e mais como galinha em outras. Não existe o certo: pode-se querer voar alto ou ficar sempre na mesma altura.
"Tudo depende do que faz sentido para o profissional", garante o coach Ricardo Melo. "Às vezes, o indivíduo tem um estilo mais estável e, por isso, sente prazer em ficar muito tempo na mesma empresa, realizando as mesmas atividades. Esse tipo de pessoa tende a procurar a felicidade em outras esferas".
"Agora, se a pessoa enxerga no trabalho uma de suas principais fontes de felicidade, mas trabalha em um lugar onde ninguém leva em conta sua opinião nem permite a vivência de riscos, esse profissional está fadado à infelicidade. Isso porque ele possui uma visão do todo, se arrisca e pensa de forma mais estratégica do que operacional. São as pessoas que movimentam o mundo", acrescenta.
Vantagens e desvantagens da águia
A vantagem de ser águia, na opinião do coach, é o destaque no mercado com muito mais rapidez, obtido por meio da busca contínua por novos desafios. No entanto, esse crescimento vem acompanhado de mais estresse.
A consultora da BSP Career, Liamar Fernandes, concorda. "As vantagens no estilo profissional águia é que ele pode vir a ser um profissional diferenciado da grande maioria, já que usa a seu favor a criatividade e a proatividade, é seguro nas tomadas de decisão, corre e assume riscos, é curioso, questionador e tem a tendência a ser mais aberto a mudanças", revela.
"Entretanto, esse estilo também acarreta muitas desvantagens. Você pode imaginar um colaborador com estilo águia subordinado a um gestor do estilo galinha? Esta situação é mais comum do que se pensa. Dá para imaginar os conflitos entre ambos? O colaborador águia muito possivelmente será o primeiro a ser demitido", analisa Liamar.

Como vive o estilo "galinha"?
Já o indivíduo que prefere viver na dimensão-galinha, ou inconscientemente a escolhe, passa a vida no anonimato. Por outro lado, ele despende menos energia com o passar dos anos, por conta da tendência de trabalhar por anos a fio na mesma empresa, se incomoda menos com as limitações e se estressa pouco. "É confortável, mas é necessário saber viver desafios, sem perder de vista a qualidade de vida", diz Melo.
Para Liamar, o estilo profissional galinha tem como vantagem o bom relacionamento com a maioria das pessoas, pois não confronta e nem sempre coloca seus pontos de vista, preferindo não gerar conflitos de opiniões, garantindo, desta maneira, seu emprego, já que sua demissão é menos provável. É um fiel escudeiro, trabalhando, muitas vezes, sem questionar. "Faz assim porque sempre foi feito assim. Enfim, não incomoda nem assusta ninguém. Nem a própria chefia", afirma ela.
"Como desvantagem, esse profissional se utiliza menos da criatividade, do seu potencial intrínseco, corre menos riscos, pode somatizar com mais facilidade, apresentar maior insegurança nas tomadas de decisão, tornar-se reativo e desenvolve a tendência à acomodação e ao acúmulo de atividades".
Quem é mais valorizado
Na opinião da consultora da BSP Career, as empresas valorizam mais o estilo águia. Elas admiram, apreciam sua criatividade e resiliência. São pessoas fortes frente à pressão e aos obstáculos. Entretanto, líderes buscam e mantêm cada vez mais o estilo galinha ao seu redor. "Isso se deve porque as empresas têm investido pouco nas habilidades interativas intra e interpessoais".
Para ela, as pessoas vivem um dilema, entre a águia e a galinha. "Quando Boff diz o ser humano tem uma estrutura básica que se manifesta mais como águia em alguns e mais como galinha em outros, isso é explicado pela programação neurolinguística. Estamos falando de crenças instaladas no nosso hardware, ou seja, no processamento interno do nosso cérebro, por conta de vivências e influências de nossos pais e parentes, da escola, de instituições religiosas, da mídia, das novelas e de propagandas. Elas podem ser limitantes ou poderosas e todos os seres humanos possuem ambas".
"Quando há o predomínio das crenças limitantes, manifestamos o estilo galinha e, quando predominam as crenças poderosas, manifestamos a águia. Como as crenças ficam no inconsciente, e não nos damos conta do quanto as limitantes nos fazem sofrer, temos a necessidade de entrar em contato com a nossa parte criativa, para descobrirmos novas formas de agir", explica.

Seja os dois
Profissionais águias e galinhas precisam uns dos outros. Os primeiros ajudam as pessoas a tomarem as decisões mais difíceis e levam a empresa para frente. Os segundos são responsáveis pela manutenção das atividades e não há organização que viva sem eles.
Mas Leonardo Boff propõe que as pessoas sejam, em um só tempo, galinhas e águias: realistas e utópicas, enraizadas no concreto e abertas ao possível ainda não ensaiado, andando no vale, mas olhando para as montanhas. Segundo o filósofo, se não buscarmos o impossível, jamais conseguiremos o possível.
Diz ele, em seu livro: "Ai de nós, se nos contentarmos em ser somente galinhas, se permitirmos que nos reduzam a simples galinhas: encerrados em nosso pequeno mundo, de interesses feitos e de parcos desejos, com um horizonte que não vai além da cerca mais próxima. Não disse o poeta Fernando Pessoa: eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho de minha altura?".

De Niro abandona filme que faria com Mel Gibson


Mel Gibson faz o protagonista do filme, o pai da vítima, um detetive de homicídios do departamento de Polícia de Boston que tenta esconder a vida secreta da filha, que se entrelaça a uma trama de corrupção política.
"Às vezes, as coisas não funcionam, há diferenças criativas", afirmou um porta-voz do ator à publicação, que explica que De Niro chegou ao set de filmagem esta semana.

A gravação do longa começou em 18 de agosto em Massachusetts.

O nova-iorquino tinha concordado previamente em interpretar a pessoa encarregada de se desfazer das provas no assassinato de uma jovem.
Os produtores do filme planejam gravar o resto das cenas nas quais o personagem que seria interpretado por De Niro não aparece até que contratem seu substituto.

Sem Medo de se Expressar

Contra Pombo Cagão

Metido a Rico

A Vitória



Vencer os outros
não chega a ser
uma grande vitória.
Vitorioso
é aquele que consegue
vencer a si mesmo
combatendo seus vícios
e controlando suas paixões.
A vitória sobre nós mesmos
é muito mais difícil.
Ela requer mais coragem
mais disciplina e mais decisão.
Se você
não conseguir na primeira vez
tente de novo.
O simples fato de tentar de novo
já será sua primeira vitória.


Te desejo um Dia de Vitória !

O arrojado Tale of Despereaux, batizado O Corajoso Ratinho Despereaux no Brasil



A história segue um punhado de heróis por acaso: Um rato desajustado que prefere ler livros a comê-los, a princesa que ele idolatra, uma desajeitada serva que deseja virar princesa e um rato infeliz que planeja deixar a escuridão de seu buraco.
O filme, uma adaptação do livro infantil de Kate DiCamillo, estréia em 19 de dezembro nos EUA e em 2 de janeiro no Brasil, quando enfrentará nas bilheterias o genérico Bolt – Supercão, da Disney.