Os resultados falam por nós. Feliz 2010!


Os resultados falam por si tivemos altos e baixos esse ano

E sempre aprendemos com os erros

hoje Estamos crescendo mesmo com milhares de dificuldades, só quem tem um comercio sabe .

Sei que os clientes esperam um ótimo atendimento um bom preço Etc..

E acho que conseguimos oferecer um bom atendimento com um bom preço esse ano.

fim de ano agente sempre faz uma reflexão de como foi o ano

se você é um professor refletimos como foi os alunos durante o ano

se você é um advogado refletimos sobre os processos durante o ano

se você é um ator refletimos sobre nossa atuação durante o ano

e assim por diante


e o comerciante não é diferente


puxa o que dizer de um ano inteiro...


temos muito que melhorar e tenho certeza que estamos no caminho certo


em 2010 continuaremos aqui oferecendo mais por menos.


feliz 2010 para todos vocês clientes que estão sempre aqui conosco

Quem for aos cinemas conferir o desenho animado "A Princesa e o Sapo" vai se deparar com a mais brasileira produção que o Walt Disney Studios já fez.


Isso porque além da participação do ator Bruno Campos fazendo a voz do príncipe Naveen, interesse romântico da protagonista do filme, a jovem Tiana, o longa teve parte de sua produção realizada no Brasil.


O responsável pela façanha é o estúdio HGN Produções, localizado na cidade de São Paulo. Nele foram produzidas as etapas de interpolação (movimentos intermediários), clean up (traço final), pintura e composição digital do longa.

O convite, explica o fundador do HGN, Haroldo Guimarães Neto, surgiu de forma natural, pois o estúdio já havia trabalhado em séries de televisão da Disney e participou da produção do curta-metragem do Pateta “How to Hook Up Your Home Theather”, produção em 2D que serviu de ensaio para "A Princesa e o Sapo".

"Eles escolheram a dedo os estúdios envolvidos no projeto, que teve início em novembro de 2008 e só acabou em setembro deste ano", explica Haroldo. "Para tanto tivemos que adaptar o estúdio para trabalhar e enviar diariamente arquivos super-pesados em alta definição."



Entre os processos feitos no Brasil estão os desenhos à lápis de diversas cenas, a movimentação intermediária das personagens, a pintura digital e pré-composição, que consiste em juntar os cenários com as personagens.

"Recebíamos as cenas inteiras em papel e formato digital, e a partir daí começávamos o nosso trabalho. Lá eles deixaram para fazer os efeitos da animação, como os brilhos das cenas iluminadas pelos vaga-lumes", conta Haroldo.

Apesar do entusiasmo pela retomada da animação em 2D, ele reconhece que o trabalho é bem mais árduo que o realizado nas produções integralmente digitais, onde as personagens já estão criadas e só precisam ser animadas.

"Para fazer um filme em 2D você conta com um exército de artistas que desenham de formas diferentes. Daí vem o desafio desse tipo de animação: fazer com que cada personagem siga o padrão definido pela Disney."



Apesar do grau de perfeccionismo, Haroldo admite que uma pessoa com olhar treinado e compreensão dos processos de produção pode notar diferenças de traços em uma animação. "Quem é da área percebe essas nuances, por exemplo, no primeiro longa do 'Alladin'", completa.

Assim como o produtor John Lasseter, o animador brasileiro aposta no sucesso da produção, que de acordo com ele vem acompanhada de uma campanha de marketing semelhante ao de um grande triunfo da Disney, o longa-metragem "Rei Leão".

"Pelo que vimos na festa organizada pela Disney em Los Angeles, com a cidade coberta por outdoors do filme, a chance de ser um sucesso é enorme. E se você tem um ótimo roteiro, como é o caso de 'A Princesa e o Sapo', é muito difícil isso não acontecer."

Humor

ATRÁS DE UM GRANDE HOMEM UMA GRANDE MULHER




















Thomas Wheeler, alto executivo de uma multinacional, viajava com sua mulher por uma estrada interestadual quando notou que o carro estava com pouca gasolina. Ele parou num posto muito simples, com apenas uma bomba de combustível. pediu ao único atendente que enchesse o tanque e verificasse o óleo enquanto ele dava uma volta para esticar as pernas.
Ao retornar para o carro, percebeu que o frentista e sua mulher estavam num papo animado. mas, quando voltava para o carro, ele viu o rapaz acenar e dizer:
- Foi ótimo falar com você.
Ao sair do posto, o marido perguntou à mulher se ela conhecia o atendente. Ela imediatamente admitiu que sim. Tinham freqüentado a mesma escola e ela o namorara por cerca de um ano.
- Puxa, você teve sorte de eu ter aparecido – Wheeler se vangloriou.
- Se tivesse casado com ele, seria agora a esposa de um frentista de posto de gasolina em vez de ser esposa de um alto executivo.
- Meu querido – respondeu a mulher -, se eu tivesse me casado com ele, ele seria o alto executivo e você, o frentista do posto de gasolina.